7 de dezembro de 2021

“A MUSA DO FUTURO” – ELA

FICHA TÉCNICA:

Nome do Brasil: Ela
Nome original: Her
Gênero: Drama / Romance / Ficção científica
Ano: 2013
Duração: 2h 06min
Direção: Spike Jonze
Roteiro: Spike Jonze
Elenco Principal: Joaquin Phoenix / Scarlett Johansson / Amy Adams /
Rooney Mara / Olivia Wilde /
País de produção: Estados Unidos

RESENHA (SEM SPOILERS):

Theodore (Joaquin Phoenix) é um escritor solitário,
que compra um novo sistema operacional para seu computador.
Porém ele acaba se apaixonando pela voz deste programa,
dando início a uma relação amorosa entre ambos.
Esta história de amor incomum explora a relação
entre o homem contemporâneo e a tecnologia.
“Ela” é uma mistura perfeita entre ficção científica e romance.
O filme fala que o ser humano se apaixona por aquilo que ele julga perfeito,
mesmo que seja um sistema operacional, mesmo sem o contato físico,
é quase “palpável” a presença de Scarlett Johansson, mesmo sem ela aparecer.
O roteiro é espetacular e lembra muito uma minissérie chamada Black Mirror.
Imperdível!

Texto escrito ao som de Pitty – Admirável Chip Novo

NOTAS E CURIOSIDADES:

Para criar uma familiaridade e não se concentrar em aspectos do futuro
que poderiam tirar a atenção do público do roteiro,
Jonze decidiu utilizar elementos do passado para compor o cenário.
As roupas de Theodore são referências dos anos 20 e 40,
enquanto os móveis remetem aos anos 50, 60 e 80.

Amy Adams, que interpreta a amiga Amy de Theodore,
pediu para o diretor que ela e Joaquin Phoenix
fossem trancados em um quarto pelo menos uma hora por dia,
para que assim eles demonstrassem mais intimidade na tela.
O plano deu certo e eles são amigos até hoje.

Inicialmente, a atriz Samantha Morton (Minority Report)
iria dublar o sistema operacional Samantha.
Ela chegou a gravar as falas da personagem
e estava presente no set com Joaquin Phoenix todos os dias.
Depois que as gravações finalizaram e o diretor começou a editar o filme,
ele sentiu que algo não estava certo e assim, com o consentimento de Morton,
Jonze convidou Scarlett Johansson para refazer os diálogos e substituir a atriz.

O longa se passa em uma Los Angeles de um futuro próximo,
portanto era preciso encontrar a medida certa entre as cidades do presente
e a modernidade da ficção científica.
Para criar a metrópole, o diretor contou com a ajuda do designer de produção K.K. Barrett
e misturou elementos de Los Angeles atualmente com o distrito de Pudong, em Xangai.
A combinação resultou em ruas tomadas por arranha-céus interligados por passarelas.

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!