7 de dezembro de 2021

“EU SOU O CARINHA QUE MORA LOGO ALI” – TODO MUNDO ODEIA O CHRIS

FICHA TÉCNICA:

Nome original: Everybody Hates Chris
Nome do Brasil: Todo Mundo Odeia o Chris
Gênero: Comédia
Ano: 2005 a 2009
Número de Temporadas: 04
Número de Episódios: 88
Duração: 22 minutos por episódio
Criador: Chris Rock / Ali LeRoi
Elenco: Tyler James Williams / Terry Crews / Tichina Arnold /
Vincent Martella / Tequan Richmond / Imani Hakim / Chris Rock (Narrador)
País de produção: Estados Unidos

RESENHA (SEM SPOILERS):

1 temporada até a 04 temporada (2005 a 2009)

“Todo Mundo Odeia o Chris” é uma série de televisão dos Estados Unidos,
de comédia dramática inspirado nas experiências pessoais do ator e comediante
Chris Rock no bairro de Bed-Stuy, em Nova Iorque, durante a década de 1980.
A série retrata situações de preconceito, violência e da cultura pop dos anos 80.
Passou por muito tempo na Rede Record e fez muito sucesso por lá.
Os personagens são ultra carismáticos, desde os protagonistas até os coadjuvantes,
é muito fácil de se identificar com cada um deles rapidamente.
A série durou pouco (88 episódios) mas foi o bastante pra ser tornar inesquecível.
Apesar da série trazer temas fortes e polêmicos (as vezes),
as piadas são muito engraçadas e a narração dos episódios é do próprio Chris Rock.
Dê uma chance pra série e no final verá que todo Mundo Ama o Chris!

Texto escrito ao som de Bon Jovi – Livin’ On A Prayer

NOTAS E CURIOSIDADES:

O nome da série surgiu baseado na série
“Everyboy Loves Raymond” (Todo Mundo Ama o Raymond).
Chris Rock disse em uma entrevista, que se todo mundo ama o Raymond,
então todo mundo odeia o Chris.

“Todo Mundo Odeia o Chris” deveria se passar nos anos 1970,
pois a infância de Chris Rock foi nessa década,
porém estava sendo exibida uma outra série de muito sucesso
que se passava nos anos 70, que se chamava That ’70s Show,
então os produtores resolveram fazer uma mudança estratégica
e trouxeram a série para os anos 1980.

Tyler James Williams, ator que interpreta Chris na série,
quase não entrou para o elenco, isso aconteceu porque Chris Rock
acreditava que ele era “bonito demais” para ser uma criança odiada por todos.

Terry Crews, fez uma participação no “humorístico”, Casseta e Planeta.

Após ver Chris em fazendo um número de stand up,
Eddy Murphy ficou impressionado com o rapaz, o ajudou e virou seu amigo.
O primeiro papel em um filme que ele teve foi em “Um Tira da Pesada II”.

Apesar de ter sido cancelada, o final da série,
coincide com a época em que o pai de Chris Rock morreu,
e que ele largou da escola e foi tentar a vida de comediante.

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!