1 de dezembro de 2021

“QUE MAL PODE FAZER LER ESTE LIVRO DEMONÍACO?” – H. P. LOVECRAFT

APRESENTAÇÃO:

Nome: H.P. Lovecraft
Gênero: Terror / Suspense / Ficção Científica
Editora: Diversas.

Difícil fazer uma boa antologia de contos, pois sempre “vai faltar aquele”.
e invariavelmente nos diversos compilados do autor tem alguns contos
que já constam costumeiramente e outros que variam.
Então você acaba comprando duas ou três coletâneas
e vai ter uns 3 contos que se repetem nelas (quando não mais)
É fácil encontrar compilados bem mais “generosos” na internet em formato digital,
mas geralmente as obras vendidas em livrarias não tem preços tão elevados.
Diferente dos posts anteriores, este não vai tratar de uma obra específica,
mas de um autor, até porque, suas obras são em grande parte poesias, contos e cartas

Essa coleção reúne alguns dos contos clássicos do autor em uma caixa feita especialmente para colecionadores e amantes do gênero. 

Howard Phillips Lovecraft nasceu no dia 20 de agosto de 1890.
Lovecraft foi uma criança precoce, aos dois anos já recitava poesia e aos três já lia.
Foi nessa época que adaptou o pseudônimo de Abdul Alhazred,
que mais tarde se tornaria o autor do mítico Necronomicon.
Seu interesse pelo fantástico acontece após a morte do pai em 1898
(provavelmente vitimado pela sífilis) e proveio de seu avô,
que entretinha Lovecraft com histórias improvisadas, à maneira gótica.
Por volta dos oito anos, descobriu a ciência, primeiro a química, depois a astronomia.
A estreia de Lovecraft em mídia impressa ocorreu 1906, quando enviou uma carta
tratando de assunto astronômico ao Providence Sunday Journal.
Pouco depois, começou a escrever uma coluna mensal de astronomia
para o Pawtuxet Valley Gleaner, um jornalzinho.
Mais tarde escreveu colunas para o Providence Tribune (1906-8)
e o Providence Evening News (1914-1918),
bem como para o Asheville (N. C.) Gazette-News (1915).

Howard Phillips Lovecraft (1890 a 1937)

Em 1904, a morte do avô de Lovecraft,
fez com que ele e a mãe passassem por sérias dificuldades,
tendo de deixar a tradicional casa da família, mudou com a mãe para uma casa apertada sendo que
ela já tinha uma relação patológica de ódio com o filho.
Em 1908 Lovecraft abandonou a ficção, que só retomaria em 1917,
tendo períodos de nostálgicos a sombrios conforme os fatos da sua vida;
Morreu em março de 1937, vitimado por um câncer de intestino.
Nunca teve um livro publicado em vida e muito da preservação de sua obra
se deve aos amigos August Derleth e Donald Wandrei,
que estavam determinados a preservar dignamente as histórias de Lovecraft
num um livro de capa dura e criaram o selo editorial Arkham House,
destinado inicialmente à publicação de Lovecraft.
Editaram The outsider and the others (O forasteiro e outras histórias), em 1939.
Diversos outros volumes se seguiram pela Arkham House,
até que a obra de Lovecraft passou ao papel e foi traduzida em uma dúzia de línguas.
As histórias costumam seguir uma receita.
Uma pessoa relatando fatos sobrenaturais,
que deixariam qualquer um insano, envolvendo criaturas antigas.
O narrador tenta dissuadir os leitores de seguirem seus passos.
O Autor usa muito os conceitos de “inominável”, “blasfemo” e “herético”.

O selo editorial Arkham House

EXEMPLIFICANDO:

Em o Chamado de Cthulhu, por exemplo,
um homem, após a morte do tio, um eminente pesquisador, recebe seus documentos
e analisando acaba na trilha de uma seita antiquíssima e toma conhecimento de fatos aterradores.
Em a cor que veio do espaço, um meteoro traz um grande mistério e mortes para uma cidade.
Em Nas Montanhas da Loucura, uma expedição à Antártida
descobre uma vasta cadeia montanhosa habitada por seres estranhos.
É um dos contos longos publicados em três partes na época.
Em A História do Necronomicon,
Lovecraft conta a história que envolve do seu livro fictício com tanta envoltura,
que até hoje existem pessoas que acreditam e acham indícios da sua existência
(não me perguntem como).
Se fosse escrito hoje em dia seria uma fake news de WhatsApp muito bem elaborada.
Mais tarde ele mesmo esclareceria isto em “Algumas notas sobre algo não-existente”.
A propósito, leia imaginando como seria o pensamento da sociedade do final do século.
Alguns trechos de suas obras denotam xenofobia e racismo,
fortemente notados no conto “Horror em Red Hook”.
Lovecraft conta com uma mitologia vasta em seus contos,
sendo que seus personagens são constantemente usados em livros, filmes, séries e jogos.

Uma noite Alucinante (Evil Dead)
cujos acontecimentos são causados pelo Necronomicon.

FILMES BASEADOS NA OBRA DE LOVECRAFT:

Re-Animator: A Hora dos Mortos-Vivos

Do Além

À Beira da Loucura

O Filho das Trevas

O Castelo Assombrado

Necronomicon – O Livro Proibido dos Mortos

Dagon

Herança Maldita

A Maldição do Altar Escarlate

O Altar do Diabo

Morte para Um Monstro

A Cor que Caiu do Espaço

A Maldição – Raízes do Terror

A Abominável Criatura (ou O Inominável)

Menção Honrosa para Uma noite Alucinante (Evil Dead)
cujos acontecimentos são causados pelo Necronomicon.

Esses são apenas alguns filmes baseado na obra de Lovecraft

JOGOS BASEADOS NA OBRA DE LOVECRAFT:

Warcraft / World of Warcraft

Fallout 4 – Far Harbor

Darkest Dungeon

Sherlock Holmes: The Awakened

Eternal Darkness: Sanity’s Requiem

Amnesia

Cthulhu Saves the World

Call of Cthulhu: Dark Corners of The Earth

Bloodborne

Sunless Sea

Lovecraft’s Untold Stories

Conarium

The Last Door

Alone in the Dark

The Lurking Horror

Darkwood

Esses são apenas alguns jogos conhecidos baseado na obra de Lovecraft

RPG:

Os mais jogados são: Call of Cthulhu e O Rastro de Cthulhu

Serão lançados em 2020 via financiamento coletivo:
Horror no Expresso do Oriente e Máscaras de Nyarlathotep.

REFERÊNCIA NOS QUADRINHOS:

A cidade fictícia de Arkhan, presente em algumas estórias de Lovecraft, inspirou o nome do asilo Arkhan,
onde os vilões do Herói Batman da DC são geralmente presos.

Santa inspiração, Batman!

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!