16 de agosto de 2022

“CRASH BANDICOOT NO REINO DE SPYRO” – CRASH BANDICOOT PURPLE: RIPTO’S RAMPAGE

APRESENTAÇÃO:

Crash Bandicoot Purple: Ripto’s Rampage é um jogo de plataforma,
lançado para o portátil Game Boy Advance em 2004.
Foi desenvolvido pela pela Vicarious Visions e publicado pela Vivendi Universal Games.
Na Europa foi lançado com o nome de Crash Bandicoot Fusion.
Trata-se de um crossover com o Crash bandicoot e o Dragãozinho Spyro.

Cartucho de Crash Bandicoot Purple: Ripto’s Rampage

HISTÓRIA:

O Doutor Neo Cortex e Ripto unem forças para se livrar
de seus respectivos adversários Crash Bandicoot e Spyro the Dragon.
Modificando geneticamente os lacaios Riptoc e disfarçando-os de Crash e Spyro.
Crash e Spyro são alertados da situação em seus respectivos mundos
e são enviados para se livrar dos Riptocs disfarçados.
Crash e Spyro acabam se encontrando em Wumpa Jungle,
acreditando que o outro é um Riptoc disfarçado.
No entanto, eles logo descobrem que foram enganados por Cortex e Ripto
para lutar um contra o outro e decidem se unir contra eles.

Os gráficos são muito bonitos e as fases são bem variadas.

GAMEPLAY:

Crash Bandicoot Purple e Spyro Orange, são os primeiros jogos de GBA desenvolvido no ocidente,
a adotar o cenário de “duas versões da mesma aventura” que os Pokemons RPGs inspiraram.
Mas a diferença é que ambos os jogos nesta série, são aventuras completamente diferentes,
cada um tendo seu próprio estilo de jogo em um tema similar.
O estilo do jogo é muito parecido como os dois últimos jogos do Crash Bandicoot no GBA.
O jogo foi desenvolvido pela mesma equipe de produção,
mas os produtores se desviaram um pouco dos elementos de plataforma ,
para fornecer uma experiência de jogo muito mais variada na forma de mini games.
Alguns são baseados nos típicos desafios Crash Bandicoot de quebrar caixas.
enquanto outros foram criados só pra esse jogo, como: dirigir um tanque ou esmagar inimigos,
e também tem alguns desafios de levantamento de peso no estilo “esmaga botão”.
Cada um dos jogos tem o seu próprio nível de dificuldade,
e quanto mais longe for o jogador, mais difíceis serão esses desafios.
Quem tem o Cable Link do GBA poderá trocar com seus amigos “cards” que são ganhos durante a aventura.
Essa é outra das novidades que a Vicarious Visions nos traz nas duas versões desse crossover.

Crash Bandicoot Purple tem mais de 100 cartas para colecionar.

GRAFICOS E SONS:

Os gráficos são muito bonitos, bem no padrão de qualquer jogo do Crash.
As fases são variadas, bastante coloridas e agradáveis.
As músicas são bacanas e combinam com as fases dos jogo.
Em Crash Bandicoot Purple, as cenas de diálogo mostradas no final de cada mundo
são mostradas no ponto de vista do Crash Bandicoot.

O estilo do jogo é muito parecido como os dois últimos jogos do Crash Bandicoot no GBA.

CONCLUSÃO:

O jogo oferece um bom desafio e uma variedade de mini games single e multiplayer.
Trata-se de um jogo bastante curto, mas o seu elemento de coleção de cartas
incentiva a repetição do jogo devido a os segredos e níveis desbloqueados.
Essas “cartas” do jogo podem ser encontradas em locais escondidos,
ganhando-as nos mini games ou trocando com o Cable Link do GBA com seus amigos,
em Crash Bandicoot Purple e Spyro Orange, são mais de 100 cartas de troca para colecionar.
só pela curiosidade de jogar com o Crash Bandicoot no reino de Spyro já vale a pena,
lembrando que Crash Bandicoot Purple e Spyro Orange são jogos completamente diferentes!
Recomendo conferir os dois jogos desses dois ícones dos videogames.

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!