16 de agosto de 2022

“O ÚLTIMO BELLA CIAO” – LÁ CASA DE PAPEL

FICHA TÉCNICA:

Nome original: La casa de papel
Nome do Brasil: La casa de papel
Gênero: Drama / Suspense / Assalto / Ação
Ano: 2017 a 2021
Número de Temporadas: 05
Número de Episódios: 48
Duração: 41 / 73 minutos por episódio
Criador: Álex Pina
Elenco: Úrsula Corberó / Álvaro Morte / Itziar Ituño / Paco Tous /
Pedro Alonso / Alba Flores / Miguel Herrán / Jaime Lorente /
Esther Acebo / Enrique Arce / María Pedraza / Darko Peric /
Kiti Mánver / Hovik Keuchkerian / Rodrigo de la Serna /
Najwa Nimri / Luka Peros / Belén Cuesta e Fernando Cayo
País de produção: Espanha

RESENHA (SEM SPOILERS):

1 temporada até a 5 temporada (2017 a 2021)

La casa de papel é uma série de drama policial espanhola criada por Álex Pina.
Teve exibição original na rede espanhola Antena 3 em 2017.
A Netflix adquiriu os direitos globais de streaming no final de 2016.
A série recebeu vários prêmios, incluindo melhor série dramática
no 46º Prêmio Emmy Internacional,
bem como aclamação da crítica por seu enredo sofisticado,
dramas interpessoais, direção e por tentar inovar a televisão espanhola.
Em 2018, La casa de papel era a série em língua não-inglesa mais assistida
e uma das mais assistidas séries em geral na Netflix.

A série gira em torno de um assalto de vários dias preparado
contra a Casa da Moeda Real, localizada na cidade de Madrid na Espanha.
Um homem misterioso, conhecido como “O Professor”,
está a planejar o maior assalto da história.
Para levar a cabo o ambicioso plano, é recrutada uma equipa de oito pessoas
com determinadas qualificações e que não têm nada a perder.
A meta é entrar na fábrica e imprimir 2,4 bilhões de euros.
Para isso, a equipa necessita de onze dias de reclusão,
durante os quais terão que lidar com as forças policiais de elite e 67 reféns.

La casa de papel é uma excelente série, com personagens bem marcantes,
tem uma trama bem construída, inteligente e cheia de reviravoltas.
É uma série que consegue misturar de tudo um pouco com maestria:
Ação, aventura, drama, suspense, romance e até guerra.
Conta também com uma trilha sonora maravilhosa e épica!
Imperdível!!!!!

Texto escrito ao som de Cecília Krull – My Life Is Going On

NOTAS E CURIOSIDADES:

O nome La Casa de Papel já ficou gravado na memória dos fãs,
mas sabia que a série quase teve outro título?
Durante um bom tempo, a produção manteve o nome de Los Desahuciados
(“Os Desajustados”, em português), baseando-se no início da trama,
quando os membros da gangue deixam tudo para trás ao se juntar ao Professor.

Um dos aspectos mais interessantes da série é o fato de os personagens
terem nomes de cidades famosas ao redor do mundo, exceto por um personagem.
O Professor é um personagem totalmente diferente e único, mas o que muitos fãs não sabem
é que também tem um nome de cidade não oficial: Cidade do Vaticano.

O macacão e a máscara de Salvador Dalí fizeram história na TV e não estão lá à toa:
Álex Pina contou que ao escolher o uniforme vermelho,
todas as outras cores foram mais “apagadas”para que a roupa se destacasse.
Enquanto isso, a máscara tem relação aos ideais rebeldes e libertários do Professor,
assim como o artista espanhol tinha na vida real.

“Bella Ciao” é uma canção popular italiana que se tornou símbolo de resistência
contra o fascismo de Benito Mussolini por volta dos anos finais da década de 40.
A palavra partigiano, que aparece na música, significa partidário
e se refere aos membros do movimento de resistência italiana.
A canção sempre representou resistência e liberdade em todos os contextos
em que estava inserida, e por isso foi colocada em La Casa de Papel,
tornando-se um dos elementos mais icônicos da série.

A primeira temporada se passa dentro da Casa da Moeda da Espanha,
mas as filmagens não foram feitas lá porque o governo não quis autorizar a gravação no local.
A saída foi usar o casarão do Conselho Superior de Investigações Científicas, localizado em Madrid.

De 2017 para cá, o elenco de La Casa de Papel viajou bastante para gravada a série.
Foram mais de 300 locações, distribuídas em sete países diferentes.
São eles: Espanha, Reino Unido, Portugal, Itália, Dinamarca, Tailândia e Panamá.

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!