1 de dezembro de 2021

“O CICLO DO LOBISOMEM COMEÇOU” – A HORA DO LOBISOMEM

FICHA TÉCNICA:

Titulo: A Hora do Lobisomem
Título Original: Cycle of the Werewolf
Autor: Stephen King
Gênero: Fantasia / Horror / Terror
Editora: Suma
Publicação: Original 1983
Número de Páginas: 152 páginas

RESENHA (SEM SPOILERS):

“Cuidado com a Besta, pois ela pode sorrir e dizer que é sua vizinha,
mas, ah irmãos, os dentes são afiados,
e é possível perceber a inquietação no movimento dos olhos dela.
Ela é a Besta e está aqui, agora, em Tarker’s Mills”
(King, Stephen. A hora do lobisomem. página 48)

A cidade é Tarker’s Mill, no Maine.
Um trabalhador da ferrovia está preso pela neve, mas este é seu menor problema.
Em momentos um monstro vai dilacerar a sua garganta e acabar com sua vida.
No mês seguinte, uma mulher é atacada no próprio quarto.
Para a população da cidade o fato da lua cheia brilhar no céu é motivo de medo e desespero,
pois ninguém sabe quem será a próxima vítima.

Neste panorama a salvação da cidade está nas mãos do mais improvável dos heróis.

Um livro bem curto, afinal são 152 páginas com ilustrações
(devem sobrar umas 70 a 80 páginas escritas), e apesar de curto,
temos King exercitando a sua arte, entregando personagens insólitos,
que amamos, odiamos, torcemos e sofremos junto

As ilustrações originais de Bernie Wrightson abrilhantam mais ainda esta obra sensacional.

Recomendo este livro para quem quer começar a ler Stephen King,
mas tem medo das obras mais “gigantescas”.
Ele é bem curto e tem um ritmo ótimo, prende bem o leitor e geralmente você fica tenso
e interessado em saber o que vai acontecer a seguir.

Resenha escrita ao som de Warren Zevon – Werewolves Of London

NOTAS E CURIOSIDADES:

O livro foi adaptado para o cinema em 1985, no filme Silver Bullet (Bala de prata),
no brasil “A Hora do lobisomem”, que deu o nome à tradução do título do livro
Aliás o filme “A hora do lobisomem” foi o segundo pior Spoiler
que eu tomei em um cinema nos anos 80 (O pior foi “O Sexto sentido”).
Na época as pessoas saiam da sala e passavam pela fila das pessoas
que iriam entrar para a próxima sessão, muitos comentando com bastante entusiasmo
sobre o filme que acabaram de assistir, e neste filme um ser trevoso me solta essa.
“Mas quem poderia imaginar que o lobisomem era o …”

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!