7 de dezembro de 2021

“O MEDO NÃO TRANSFORMA AS PESSOAS, SÓ AS REVELA” – O NEVOEIRO

FICHA TÉCNICA:

Titulo: O Nevoeiro
Título Original: The Mist
Autor: Stephen King
Gênero: Terror / Suspense
Editora: Suma
Publicação: Original 1980 em “Dark Forces”.
Posteriormente em 1985 em “tripulação de esqueletos”
Número de Páginas: 624 Páginas (Obra completa Tripulação de esqueletos)
e 198 páginas (Versão digital somente com o conto)

RESENHA (SEM SPOILERS):

O nevoeiro, originalmente aparece no livro de contos “Tripulação de esqueletos”,
sendo o conto mais extenso de Stephen King.
Após uma enorme tempestade um denso nevoeiro
toma conta de uma pequena cidade do Maine, mas não é um nevoeiro comum.
O mais estranho é que ele avança contra a direção do vento.
Neste panorama, David, o narrador da história, deixa a esposa em casa
e vai com o filho e um vizinho a um supermercado para se abastecer para os próximos dias,
haja visto não saberem a extensão dos danos causados pela tempestade.
Enquanto estão lá, o nevoeiro envolve todo o lugar, isolando a todos.
Logo, as mortes e os relatos sobre os seres monstruosos que habitam o nevoeiro começam.
É aí que Stephen King começa a explorar o lado mais monstruoso de suas obras:
O ser humano.

As pessoas confinadas e assustadas começam a mostrar o seu pior.
Alguns negam a existência de monstros, outros acreditam ser alguma intervenção divina
e apresentam traços de fanatismo religioso, alguns analisam os fatos
tentando buscar alguma lógica, sempre tendo pontos e contra pontos.
Do extremismo religioso, ao total ceticismo, a natureza humana
acaba sendo um monstro muito pior do que os seres que viajam na névoa,
seres estes que vão aparecendo e sendo descritos no livro.
Primeiro são os tentáculos, que saem da névoa e se agarram a quem se aventurar
a se aproximar dela, besouros carnívoros monstruosos,
um animal semelhante a um pterodáctilo e muitos outros.
Um detalhe interessante é que os monstros do nevoeiro também predavam uns aos outros.

Resenha escrita ao som de The Doors – Riders on the Storm

NOTAS E CURIOSIDADES:

Existe uma teoria que a névoa é uma abertura do espaço Todash,
uma dimensão que separa os multiversos, tal espaço,
além de estar presente indiretamente nesta obra,
já apareceu em alguns volumes de “A torre Negra”,
e provavelmente é acessado pelo portal aberto em “Buick 8”.

O final do livro não tem muito a ver com o final do livro ou da série,
então pode ler sem medo de spoilers, pois no mínimo você terá uma versão diferente.

O título do livro que contém este conto, foi muito porcamente traduzido.
O original “Skeleton crew” é um termo que se refere à quantidade mínima de pessoas
necessárias para operar uma organização
(seja uma lanchonete, um estabelecimento comercial, um escritório, um navio…)

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!