15 de outubro de 2021

“UMA AVENTURA GROOTESCA” – GROO VS CONAN

FICHA TÉCNICA:

Nome Original: Groo versus Conan
Gênero: Fantasia / Comédia
Editora: Mythos
Roteiro: Sergio Aragonés / Mark Evanier
Arte: Sergio Aragonés / Thomas Yates
Número de Páginas: 140
Ano de Publicação: 2015

QUEM É ESSE TAL DE GROO, O ERRANTE?

Groo, o Errante (Groo the Wanderer no original),
é uma sátira descarada de Conan – o bárbaro.
Groo é famoso por afundar todo navio em que desafortunadamente embarca,
por adorar queijo derretido e nunca rejeitar uma boa peleja (combate)

QUEM É ESSE TAL CONAN, O BÁRBARO?

Nascido em um campo de batalhas e filho de um ferreiro de aldeia,
aos quinze anos ele participa do bem-sucedido
cerco à fortificação aquiloniana de Venarium,
a qual foi construída em território da Ciméria.
Logo após, aos dezesseis anos, deixa voluntariamente sua tribo,
e começa a vagar pelo mundo, sendo, escravizado pelos hiperbóreos.
Conseguiu escapar e atuou como saqueador, mercenário e pirata.
Durante sua vida enfrentou guerreiros, feiticeiros, monstros, vampiros,
demônios, lobisomens e até mesmo criaturas dimensionais.

RESENHA (SEM SPOILERS):

O artista Thomas Yeates, que ilustra as cenas do Conan,
aceitou desonrar seu talento para ajudar Aragonés
a narrar visualmente a mais inusitada das batalhas,
o corroteirista Mark Evanier fez o que ele faz melhor
para tornar realidade um confronto
que era o grande sonho dos admiradores do Groo,
e o pior pesadelo dos fãs do memorável Cimério.

Apesar do titulo se tratar de um crossover épico,
esta história é mais pro lado do humor caturnesco do Groo
do que pro lado sério de Conan o Barbaro.
Mas uma das coisas que mais chama a atenção
é o misto de artes diferentes interagindo entre si.
ainda tem galeria de artes no final desta edição,
bem no estilo das revistas do Conan (Preto & Branco)
e quatro mini histórias do cãozinho Rufferto.
Imperdível!

Resenha escrita ao som de Ira – Dias de luta

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!