7 de dezembro de 2021

“A VIDA DÓI MUITO MAIS DO QUE A MORTE” – THE WALKING DEAD: O CAMINHO PARA WOODBURY

FICHA TÉCNICA:

Título Original: The Walking Dead: The Road of Woodbury
Titulo: The Walking Dead: O Caminho para Woodbury
Autores: Robert Kirkman / Jay Bonansinga
Gênero: Fantasia / Ficção / Suspense / Terror
Editora: Galera Record
Coleção/Arco: The Walking Dead
Publicação: Original 2012
Número de Páginas: 336 páginas

RESENHA (SEM SPOILERS):

O segundo livro da série é focado na história de Lilly Caul,
uma personagem controversa do grupo do Governador.
No meio do apocalipse zumbi, onde o risco é constante,
Lilly vive com um grupo de sobreviventes após a trágica morte de seu pai.
Há alguns meses o Governador organizou Woodbury para que,
protegida pelos muros, a cidade permitisse às pessoas
uma vida mais pacífica em meio à situação,
um imã para pessoas desejando um pouco de paz.
Só não esperavam que a promessa de paz
poderia ser mais perigosa que uma horda de mortos vivos.
Este livro mostra a jornada de Lilly,
de mulher frágil para uma guerreira implacável.

Resenha escrita ao som de Iron Maiden – Bring Your Daughter… To The Slaughter

NOTAS E CURIOSIDADES:

Lilly é a responsável pela morte da Filha e esposa de Rick.

Durante os eventos do romance,
há o relato de uma enorme tempestade que atinge o estado da Geórgia,
sendo pior do que qualquer furacão historicamente recente a chegar na área,
porém este fato nunca foi mencionado nas histórias em quadrinhos.

O nome da faculdade feita por Lilly e presente em uma de suas camisetas favoritas
Georgia Institute of Technology (Georgia Tech) é referido como “Georgia Tech University”.

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!