1 de dezembro de 2021

“FOI CULPA DOS COMUNISTAS”- A ÚLTIMA ESPERANÇA DA TERRA

FICHA TÉCNICA:

Nome Original: The Omega Man
Nome do Brasil: A Última Esperança Da Terra
Gênero: Ficção científica / Ficção distópica / Suspense / Terror
Ano: 1971
Duração: 1h 38min
Direção: Boris Sagal
Roteiro: John William Corrington / Joyce H. Corrington
Elenco Principal: Charlton Heston / Anthony Zerbe / Rosalind Cash
Paul Koslo / Eric Laneuville / Lincoln Kilpatrick
País de Produção: Estados Unidos

RESENHA (SEM SPOILERS):

Em 1975, uma guerra biológica
entre as duas maiores potências comunistas, a Rússia e a China,
libera uma praga bacteriológica
que aparentemente elimina toda a populaçõa da terra.
O médico Robert Neville aplica em si mesmo uma vacina experimental
que faz com que ele seja o único sobrevivente,
pelo menos da forma de vida humana comum,
pois os demais sobreviventes ficaram totalmente deformados
além do fato deles não conseguirem viver à luz do dia.
O início de um guerra com armas biológicas
faz com que o planeta fique próximo da aniquilação.
O médico Robert Neville (Charlton Heston),
que havia tomado uma vacina experiental, é o único a sobreviver,
pelo menos na forma humana comum,
uma vez que a praga biológica provocou uma mutação
nos demais sobreviventes que os deixou totalmente deformados,
Um grupo destes mutantes, denominado “A Família”
persegue Neville por considerá-lo o último traço da antiga forma de vida.
Eles repudiam o uso da tecnologia,
atacando com armas antigas como tochas e catapultas.
Já Neville se utiliza de todas as armas modernas possíveis,
guardadas em sua casa que foi transformada em bunker.
Durante o dia, Neville procura e extermina os mutantes,
imaginando ser o último sobrevivente da raça humana,
mas acaba encontrando um grupo de pessoas que vivem isoladas nas montanhas

Resenha escrita ao som de Accept – Zombie Apocalypse

NOTAS E CURIOSIDADES:

Russia e China tiveram conflitos de fronteiras bastante graves em 1969,
e a possibilidade de guerra entre as duas superpotências comunistas era bem forte.
O filme segue apenas a idéia básica do livro, tendo um roteiro bem diferente.

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!