3 de dezembro de 2021

“QUASE UM LARGADOS E PELADOS” * – A ILHA PERDIDA

FICHA TÉCNICA:

Titulo: A Ilha perdida
Autora: Maria José Dupré
Gênero: Aventura
Editora: Brasiliense, 1944 (capa e ilustrações de André Le Blanc) /
Edições Saraiva, 1959 e 1965 (capa e ilustrações de Nico Rosso) /
Editora Ática, 1973 a 1999 (capa de Edmundo Rodrigues e Ary Almeida Normanha
e ilustrações de Edmundo Rodrigues).
Em 2000, a Ática lançou a “versão Júnior” do livro,
com ilustrações coloridas e recriadas pelo ilustrador original. /
Editora Somos Educação (Abril Educação), 2015 /
Ática, 2015 (a partir da 41ª edição, com capa de Marcelo Martinez,
baseado em ilustração original de Edmundo Rodrigues).
Coleção/Arco: Vagalume
Publicação: Original 1944
Número de Páginas: 136 páginas

RESENHA (SEM SPOILERS):

Os irmãos Eduardo e Henrique vão passar as férias na fazenda do padrinho e,
entre os passeios que fazem,
resolvem se aventurar em uma ilha fluvial misteriosa no meio do rio Paraíba do Sul**.
Como é de se esperar, a aventura acaba não dando muito certo e eles acabam presos na ilha deserta.
Mas parece que a ilha não é tão deserta assim.
Um ótimo livro, que trata, principalmente, da relação do ser humano com a natureza.
O livro mistura situações possíveis e impossíveis,
as vezes dando aos animais uma racionalidade fantástica bem próxima das fábulas,
o que deixa o livro mais atrativo para os mais jovens.

Resenha escrita ao som de Titãs – Sonífera Ilha

NOTAS E CURIOSIDADES:

*Referência ao Reality Show “Largados e Pelados”
onde as pessoas são deixadas em algum local selvagem sem nada, nem as roupas,
e cuja finalidade é conseguir recursos para sobreviver por um determinado tempo.

**O rio Paraíba do Sul é um curso de água
que banha os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.
O rio atravessa a conhecida região sócio-econômica do Vale do Paraíba,
sendo o rio mais importante do estado do Rio de Janeiro.
O rio Paraíba do Sul é formado pela confluência dos rios Paraitinga e Paraibuna.

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!