7 de dezembro de 2021

A ESPADA SELVAGEM DE CONAN 90

FICHA TÉCNICA:

Nome Original: The Savage Sword of Conan
Nome no Brasil: A espada selvagem de Conan
Gênero: Aventura e Fantasia
Editora: Editora Abril
Roteiro: Roy Thomas / Gil Kane
Arte: John Buscema / Gil Kane
Número de Páginas: 76
Ano de Publicação: 1992

QUEM É O CONAN, O BÁRBARO?

Nascido em um campo de batalhas e filho de um ferreiro de aldeia,
aos quinze anos ele participa do bem-sucedido
cerco à fortificação aquiloniana de Venarium,
a qual foi construída em território da Ciméria.
Logo após, aos dezesseis anos, deixa voluntariamente sua tribo,
e começa a vagar pelo mundo, sendo, escravizado pelos hiperbóreos.
Conseguiu escapar e atuou como saqueador, mercenário e pirata.
Durante sua vida enfrentou guerreiros, feiticeiros, monstros, vampiros,
demônios, lobisomens e até mesmo criaturas dimensionais.

A ESPADA SELVAGEM DE CONAN:

Foi uma revista em quadrinhos mensal para adultos da Editora Abril,
que narrava as aventuras do personagem Conan.
Lançada em 1984 e publicada até 2001 (205 números)
a edição brasileira era uma versão da revista americana
Savage Sword of Conan surgida em 1974, no formato magazine* em preto e branco.
A revista brasileira tinha 68 páginas e além das aventuras do Cimério,
trazia algumas histórias curtas de outros personagens do seu universo
ou igualmente criados por Robert E. Howard: Kull, Salomão Kane, Red Sonja e outros.
As edições originais passaram a ser republicadas em 1991 (57 edições)
e houve também 13 revistas coloridas.

*formato conhecido no Brasil por ser usado na Revista Veja.

NESSA EDIÇÃO:

O TESOURO DE TRANICOS:

Roy Thomas, Gil Kane e John Buscema levaram três anos para adaptar
este fantástico épico de Robert E. Howard e L.Sprague.
Primeira parte de uma história de mistério e feitiçaria,
passada nos sombrios sertões dos Pictos, que vai deixar os leitores de cabelo em pé.
E marca a volta a nossas páginas de três
dos mais significativos criadores das aventuras do cimério.

LIBERTAÇÃO:

O traço marcante de Gil Kane traz de volta o bárbaro Chane,
desta vez perdido numa misteriosa ilha.

CURIOSIDADES:

A primeira aparição impressa de Conan aconteceu em 1932,
em uma história escrita por Howard chamada The Phoenix on the Sword.
Ela foi publicada em Weird Tales, uma revista pulp,
que também publicava trabalhos de um certo H. P. Lovecraft,
de quem posteriormente Howard se tornaria amigo e correspondente,
e que influenciaria a obra de Howard com tons mais sombrios.

Para ambientar as histórias de Conan, Howard criou a era Hiboriana,
que se situa num período entre a submersão da Atlântida
e o início da civilização atual (Pré-História).

Howard escreveu mais 19 histórias e um romance protagonizados por Conan,
são três dos contos só publicados após sua morte.
Outros escritores de renome também criaram histórias de Conan
ou reescreveram contos a partir de sinopses e fragmentos originais,
após 1936, ano em que Howard se suicidou.
Dentre esses recuperadores e continuadores da obra de Howard se destacam:
L. Sprague de Camp e Lin Carter.

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!