30 de novembro de 2021

“NADA PIOR DO QUE IR AO INFERNO, PELA SEGUNDA VEZ” – THE EVIL WITHIN 2

APRESENTAÇÃO:

The Evil Within 2 é um jogo de survival horror em terceira pessoa,
desenvolvido pela Tango Gameworks e publicado pela Bethesda Softworks.
Foi produzido por Shinji Mikami, um dos diretores do Resident Evil original.
Foi lançado para PC, PlayStation 4 e Xbox One em 2017.

HISTÓRIA:

The Evil Within 2 começa três anos após os eventos do primeiro jogo…
Neste cenário temos Sebastian Castellanos, o sobrevivente da aventura anterior.
Sebastian deixou o departamento de polícia da cidade de Krimson,
assombrado por suas experiências aterrorizantes no Hospital Mental Beacon.
Há muito tempo atrás, graças a um terrível incêndio em sua casa,
Sebastian supostamente perde sua única filha Lilly,
e sua esposa Myra, não conseguindo suportar a tragédia e seguir em frente,
acaba se separando de Sebastian.
Isso resulta em Sebastian descendo para o alcoolismo.
Num desses dias, Sebastian estava afogando suas mágoas em um bar,
Quando é abordado pela ex-parceira e agente da Morbius Juli Kidman,
que revela a ele, que sua filha Lilly ainda está viva.
e mantida pela agência misteriosa da Morbius,
como a principal hospedeira do mundo gerado pelo Stem: Union,
por ter uma mente infantil e pura, capaz de manter o experimento funcionando bem.
Sebastian então é levado para a instalação secreta da Morbius,
Lá ele é convencido a entrar de novo no Stem e reviver todo o pesadelo,
para salvar sua filha e também resgatar agentes perdidos da Mobius.

Os Assombrados (zumbis do jogo) estão de volta!

GAMEPLAY:

The Evil Within 2 é uma jogo de survival horror em mundo semi-aberto,
Jogado de uma perspectiva em terceira pessoa.
É muito focado na exploração, pois temos vários locais dentro do mapa para explorar.
Sebastian pode entrar em diversas casas, fábricas, armazéns abandonados etc..
Os mapas são enormes e existem várias maneiras dos jogadores avançarem no game.
Quanto aos inimigos, no game tem os humanos “normais”,
que tiveram algum problema com suas mentes que os fazem ficar parecidos com “zumbis”.
Porém mais rápidos e até espertos em certos pontos.
Os jogadores podem se envolver em confrontos diretos com os inimigos,
usando armas como: faca, pistola semiautomática, machado de mão, besta,
rifle de precisão, arma com visão a laser, espingarda de cano longo, soco inglês
arma com silenciador, revólver, lança-chamas, espingarda cortada, Magnum,
fuzil de assalto e espingarda de dois canos.
ou usar furtividade para evitar que sejam notados,
para acabar com os inimigos silenciosamente.
As armas podem ser personalizadas usando as peças de armas,
que os jogadores coletaram através da exploração da Union.
O fator exploração e estratégia nesse game é levado a sério mesmo.

Nada que uma boa espingarda não resolva… chumbo neles!

O jogador também recebe um item conhecido como “O rádio comunicador”,
que ajuda a destacar os objetivos, recursos e inimigos apresentados no jogo.
Ele também revela pontos de ressonância,
que fornece dicas sobre o que havia acontecido no mundo de Union.
Os jogadores podem explorar livremente a área do mapa,
para completar os objetivos opcionais e procurar recursos, que são escassos.
Existem três modos de dificuldade: Casual, Survival e Nightmare,
O jogo também apresenta um sistema de criação,
no qual os jogadores podem reunir recursos para criar novos itens, como munição.
Um sistema de personalização também está presente.
O gel verde ou vermelho, introduzido no primeiro jogo,
pode ser usado para personalizar as habilidades de Sebastian,
que são divididas em cinco árvores diferentes, sendo elas :
Saúde, furtividade, combate, recuperação e capacidade atlética.
Os puzzles também estão presentes, porém mas simples desta vez,
Existe dois tipos de puzzle:

estabilizar duas linhas de frequência de portas trancadas eletronicamente,

ou acionar botões na ordem correta para obter acesso a determinados locais.
Mas há uma novidade, que foge um pouco da atmosfera sombria, mas é bacana.
Existem mini games em que podemos conseguir munição e gel.
Um se parece com um tiro ao alvo e outro com uma espécie de Tetris ou Candy Crush.
Devemos atirar nas cores que estão próximas umas das outras pra explodirem.
Só podemos acessar esses mini games através do espelho.

“O rádio comunicador” revela pontos de ressonância pelo mapa.

GRÁFICOS E SONS:

Graficamente o game evoluiu muito em relação ao seu antecessor.
Os cenários são incrivelmente detalhados, o clima sombrio está bem destacado.
tem alguns detalhes que impressionam e até causam medo, por exemplo:
O protagonista carrega uma lanterna, que fica amarrada em sua cintura,
conforme ele vai se movendo na escuridão,
as sombras criadas vão se distorcendo ao redor do ambiente,
deixando uma clara impressão que tem algo maligno perto da gente.
fora isso a ambientação e os inimigos estão horripilantes demais.

A trilha sonora é utilizada apenas em alguns momentos específicos.
além de ser muito tranquila em certos pontos e bonita,
o que mais me surpreendeu foi uma música que foi colocada no game.
A épica “The Ordinary World” do Duran Duram,
a letra da música combinou demais com o jogo!!!
Os efeitos sonoros ajudam a criar uma atmosfera aterrorizante.
Em várias ocasiões é possível ouvir as criaturas gemendo, passos de inimigos,
sons de cadáveres sendo devorados e também o barulho que faz o rádio de Sebastian,
quando encontra algum ponto de ressonância, para o jogador cumprir alguma missão.
O Game é todo localizado em Português do Brasil, o que é ótimo!
A dublagem brasileira está excepcional e ajuda a desenvolver ainda mais os personagens.

O jogo está bem impressionante, com efeitos maravilhosos!

DICAS:

Dificuldade Clássica:
Termine o jogo na dificuldade Nightmare (Pesadelo) para destravar a dificuldade Clássica,
que é a mais difícil do jogo e não possui autosaves, permite gravar o progresso apenas 7 vezes,
e não possui atualização de armas e habilidades.

Munição infinita:
Termine o jogo na dificuldade Clássico para ter munição infinita.

Novas armas:
Termine o jogo na dificuldade Nightmare (Pesadelo) ou maior,
para destravar o soco inglês e a Magnum.

Novas roupas:
Termine o jogo em qualquer dificuldade, para destravar as roupas Professional, Classic e Drifter.

O game apresenta momentos de bastante violência e é recomendado para maiores de 18 anos.

CONCLUSÃO:

The Evil Within 2 é um verdadeiro representante do gênero survival horror,,
em que temos Resident Evil, Silent Hill e Alone in the Dark.
o game resgata elementos clássicos dos games de terror,
e os aplica em um mundo semi-aberto repleto de ameaças sobrenaturais,
Com uma ótima ambientação e os efeitos sonoros macabros,
O primeiro game é mais claustrofóbico e esse é mais focado na exploração,
a inteligência artificial também está melhorada.
pra quem não tem medo de se aventurar nesse segundo jogo,
aqui vai três conselhos básicos …Improvise, adapte-se e sobreviva!
The Evil Within 2 é um dos melhores jogos para o Playstation 4.

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!