30 de novembro de 2021

“NA NATUREZA, NEM TUDO É O QUE PARECE” – O CASO DA BORBOLETA ATÍRIA

FICHA TÉCNICA:

Titulo: O Caso da Borboleta Atíria
Autor: Lúcia Machado de Almeida
Gênero: Fantasia / Ficção / Aventura
Editora: Ática
Coleção/Arco: Vagalume
Publicação: Original 1975
Número de Páginas: 128 páginas

RESENHA (SEM SPOILERS):

Da mesma autora do livro O Escaravelho do Diabo,
o livro conta a história da borboleta Atíria,
que se envolve em uma aventura para desvendar o mistério
por trás das mortes de Helicônia e Vanessa Atalanta,
noiva e amiga do Príncipe Grilo, respectivamente.
Papilio, o detetive da floresta, é chamado para desvendar o mistério.
Neste clima, Atíria vive diversas aventuras e conhece vários outros insetos.
É sensacional o zelo da autora,
que nos apresenta diversos espécimes do mundo dos insetos,
suas particularidades e tece uma fábula sensacional.
Ela se preocupou em estudar características de cada um deles
e as introduzir na trama, aguçando a curiosidade do leitor
em se aprofundar nestes conhecimentos.
Antes mesmo da inclusão social estar na moda,
o livro já combatia preconceitos levando aos leitores a ideia
que não se pode julgar alguém pela própria aparência.
A própria heroína do livro, age como uma verdadeira princesa da Disney,
nasce com uma deficiência em uma de suas asas, supera suas dificuldades,
vive um grande amor e sai de diversas situações de perigo com astúcia,
engenhosidade… e sorte também!

Resenha escrita ao som de Raul Seixas – O Conto do Sábio Chinês

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!