7 de dezembro de 2021

“MARCHE PELOS SEUS SONHOS… E PELA SUA VIDA” – A LONGA MARCHA

FICHA TÉCNICA:

Titulo: A longa marcha
Título Original: The Long Walk
Autor: Richard Bachman (Stephen King)
Gênero: Fantasia / Ficção / Distopia
Editora: Francisco Alves
Coleção/Arco: Os Livros de Bachman
Publicação: Original 1979
Número de Páginas: 226 páginas

RESENHA (SEM SPOILERS):

“Em uma América do futuro, a maratona é o máximo em esportes de competição…”

No início de sua carreira, Stephen king escreveu cinco livros
sob o Pseudônimo de Richard Bachman,foram eles:

  • Fúria (Rage) (1977)
  • A longa marcha (The Long Walk) (1979)
  • A auto-estrada (Roadwork) (1981)
  • O Sobrevivente (The Running Man) (1982)
  • A maldição do cigano (Thinner) (1984)

quatro primeiros foram publicados posteriormente
em uma coletânea intitulada “Os Livros de Bachman”.
Doze anos depois publicou mais um livro sob este pseudônimo,
Os Justiceiros (The Regulators) (1996) e onze anos depois outro, Blaze (Blaze) (2007).
Diz ele ter feito isso por dois motivos.
O primeiro seria o fato de não enxergarem com bons olhos
autores que publicavam várias obras em um curto período,
e outra foi testar se a fama e sucesso de seus livros
porque eram realmente bons ou seu nome pesava na crítica.

A coletânea teve a venda retirada a pedido de Stephen King por causa do livro Rage,
que também teve a venda interrompida a pedido do Autor.
Conta a história de um adolescente que mata a professora e faz outros adolescentes de reféns.
Acontece que alguns jovens disseram ter se inspirado neste livro para realizar alguns crimes.
Tanto o livro quanto a coletânea se tornaram raridades
e são os livros mais caros de King, para colecionadores.
Em respeito ao autor não falarei deste livro na análise da coletânea dos livros de Bachman,
começando pelo próximo livro na sequência.

Vamos tratar posteriormente dos outros livros desta série que são sensacionais e surpreendentes.

A História se passa em uma distopia onde os Estados Unidos
se tornou um estado militar que instituiu uma política de pão e circo.
Cem adolescentes anualmente são selecionados para uma competição extrema.
O prêmio: O que desejar pelo resto de sua vida. As Regras:

  • 1 – Manter uma marcha constante de seis quilômetros por hora, 24 horas por dia, sem parar.
  • 2 – Se reduzir o ritmo ou parar recebe uma advertência
  • 3 – Três advertências e está fora…Da vida!

Tudo isso televisionado e transmitido para o mundo todo.
A marcha, que tem um ponto de largada, mas não tem uma linha de chegada,
termina quando houver apenas um sobrevivente.
No início, cada um dos adolescentes acredita que será o último de pé,
se sentem intocáveis, dos mais atléticos aos mais improváveis.
Acompanhamos seus sonhos, seus planos e seu desespero ao perceber
que esta maratona é implacável e teriam feito muito melhor em não participar.

É considerado o melhor livro de Stephenk King antes da criação e Carie.
Segundo o site Deadline, André Ovredal, conhecido por seu thriller sobrenatural A Autópsia,
será o diretor da adaptação de A Longa Marcha para o cinema.

Resenha escrita ao som de ACDC – Highway to Hell

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!