3 de dezembro de 2021

“PRÓXIMOS, MAS NUNCA JUNTOS! – O FEITIÇO DE ÁQUILA

FICHA TÉCNICA:

Titulo: O Feitiço de Áquila
Título Original: Ladyhawke
Autora: Joan D. Vinge
Gênero: Fantasia / Ficção / Romance
Editora: Francisco Alves
Publicação: Original 1987
Número de Páginas: 392 páginas

O Feitiço de Áquila é uma novelização (obra feita a partir de um filme / série)
escrita por Joan D. Vinge baseada no filme de 1985.
É extremamente fiel ao filme, mas tem algumas surpresas,
principalmente nos dois últimos capítulos,
onde existem alguns acontecimentos que não existiram no filme,
mas que encaixam perfeitamente.
Spoilers destas cenas no final desta postagem.

RESENHA (SEM SPOILERS):

A cidade de Áquila e comandada por um Bispo corrupto,
que se apaixona pela jovem Isabeau.
Ela recusa suas investidas,
até porque já está apaixonada por Navarre, o capitão da guarda.
O casal então é vítima de uma maldição que os mantem eternamente separados.

CURIOSIDADES:

Nas décadas de 80 e 90 a autora novelizou diversos filmes de sucesso como:

  • Star Wars: O Retorno de Jedi – O Storybook baseado no filme (1983)
  • Tarzan, o Rei dos Macacos (1983)
  • Duna Storybook (1984)
  • O Mundo Fantástico de Oz (1985)
  • Mad Max Alẃm da cúpula do trovão (1985)
  • Papai Noel: O Filme (1985)
  • Papai Noel: Storybook do Filme (1985)
  • Willow (1988)
  • Perdidos no Espaço (1998)
  • Cowboys & Aliens (2011)
  • 47 Ronin (2013)

Com “Star Wars: Retorno do Jedi Storybook”,
ganhou o Prêmio North Dakota Children’s Choice de 1984.
Sua última novelização em 2011, pouco antes de morrer.

Resenha escrita ao som de Angra – Rebirth

RESENHA (COM SPOILERS):

Por ser extremamente parecido com o filme,
o livro pode não ser atrativo para algumas pessoas,
portanto vou deixar aqui as alterações interessantes:

  • E antes de invadirem Áquila, Gaston confessa que nunca conheceu a mãe,
    que ela havia morrido quando ele ainda era Bebê,
    enforcada por ter roubado um pão.
  • Quando o Navarre Empala o Bispo com a espada,
    o corpo dele desaparece e cai do meio das vestes de um lobo velho sarnento.
  • Gaston sai com o Monge Imperius e se separam porque ele se atrai por uma camponesa.
  • Navarre coloca a pedra do anel do Bispo na espada,
    no espaço destinado a sua missão…
    Só depois percebe que a pedra que seu pai tinha engastado
    quando havia desaparecido e ele grita “Maldito Gaston”.
  • Na próxima cena Gaston está conversando com a camponesa
    que tem os olhos da cor da enorme pedra na mão dele e diz
    “Sabe, esta é a única lembrança que tenho da minha mãe…” Fim do livro.

SFC – Onde quase todo dia é Sexta-feira!